Xiaomi revela novo Redmi AirDots 2 sem grandes mudanças de som e design

A Xiaomi revelou nesta segunda-feira (20) o Redmi AirDots 2, nova versão do fone de ouvido totalmente sem fio da fabricante. O modelo foi anunciado na China apenas três meses depois do Redmi AirDots S e não traz grandes mudanças. Ele conta com o mesmo design visto no Redmi AirDots que chegou ao Brasil em 2019, mas promete oferecer melhor isolamento de ruídos durante chamadas, um dos principais pontos de crítica da primeira geração.

O fone Bluetooth chega na próxima quarta-feira (22) na plataforma de financiamento coletivo Youpin pelo preço promocional de 79 yuans, o equivalente a cerca de R$ 60 na conversão direta. O valor de prateleira está previsto para subir para 99 yuans, ou aproximadamente R$ 76. Ainda não se sabe se o lançamento será disponibilizado oficialmente no mercado brasileiro, onde a primeira versão aparece comumente entre os fones mais buscados da categoria. O modelo é vendido na loja da Xiaomi em parceria com a DL Eletrônicos com o nome de Mi True Wireless Earbuds Basic por a partir de R$ 229.

Fone Bluetooth lembra AirPods, tem tradução offline e bateria de 36 horas

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto?

Principal novidade da geração, o isolamento de ruídos é ativado automaticamente ao atender uma ligação. Segundo a Xiaomi, o AirDots 2 remove os sons do ambiente para deixar a voz do usuário mais clara para o interlocutor. A qualidade das chamadas, portanto, tendem a aumentar. A fabricante, no entanto, não chega a dizer se o dispositivo enfim traz múltiplos microfones para ajudar no processo.

Outras especificações do fone se mantêm as mesmas, como os drivers de 7,2 mm e a resposta de frequência de 20 Hz a 20 kHz. Como consequência, a reprodução de áudio tende a se manter com a mesma qualidade da primeira geração. Por outro lado, caso tenha herdado configurações do AirDots S, é possível que parte dos problemas de sincronização tenham sido resolvidos.

O dispositivo continua trazendo botões físicos nas laterais para controlar a música ou atender chamadas. Na China, usuários também podem acionar a assistente virtual XiaoAI, mas o recurso não deverá ser disponibilizado globalmente, assim como aconteceu com a pulseira fitness Mi Band 5. De qualquer forma, a integração deve levar em conta opções disponíveis no mercado brasileiro, como Google Assistente e Alexa, assim como a Siri, da Apple, assim como nos outros modelos da linha.

O padrão Bluetooth 5.0 segue presente e o estojo de carregamento continua com construção em plástico. A autonomia também não mudou. Segundo a Xiaomi, o AirDots 2 oferece a mesma duração de 4 horas nos fones e total de 12 horas considerando a carga do case.

Via Gizmochina

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Qual é o melhor fone de ouvido por até R$ 100?