Valorant: jogadores 'promessas' são banidos após confessarem trapaças

Os jogadores semi-profissionais "phox" e "weak" estão banidos de Valorant por tempo indeterminado. A dupla, que era uma promessa no time da Echo 8, confirmou a punição via Twitter na última segunda-feira (20). A Riot Games não comentou oficialmente qual foi a infração cometida pelos players, mas os dois assumiram que trapacearam após serem confrontados por um desenvolvedor do jogo. Entenda, a seguir, o caso polêmico.

Erro 51 no Valorant: entenda o que causa e como resolver

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare

Weak anunciou na noite de domingo (19) via Twitter que faria uma pausa do competitivo, sem dar detalhes sobre o motivo. Phox fez o mesmo na segunda-feira (20), destacando em texto publicado a sua luta contra a depressão. No entanto, o desenvolvedor do anti-cheat de Valorant respondeu o tweet o acusando de trapacear: "Se você voltar, por favor, não trapaceie da próxima vez".

Depois que o desenvolvedor divulgou que o jogador estava trapaceando, Phox ainda tentou manter seu discurso, mas logo depois publicou outra mensagem em que admitia que trapaceou. No texto ele ainda falou sobre uma suposta compulsão por trapacear, o que ele já teria feito em outros títulos como Call of Duty: Modern Warfare 2 e Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). Phox ainda disse que apenas ele e Weak estavam usando os programas ilegais.

Os dois jogadores competiram pela Echo 8, considerado um dos melhores times amadores de Valorant da América do Norte. Eles se preparavam para o PAX Arena, torneio que acontece nesta semana e é válido pela Série Ignição, o competitivo de Valorant. Uma vez que os outros jogadores não são suspeitos de cheat, a Echo 8 segue confirmada na disputa que terá US$ 25 mil (R$ 131,9 mil) de premiação.

A luta da Riot contra os cheaters em Valorant vem desde o beta, quando mais de 10 mil contas chegaram a ser banidas por trapaça. No início de julho, 3,7 mil contas foram banidas pelo mesmo motivo - utilizando um cheat que, vale registrar, custava mais de US$ 100 (R$ 527,97). Também no começo de julho, Valorant passou a notificar os jogadores se um cheater denunciado por eles está online no jogo.

Via Dot Esports, ESPN, Daily Esports, GHLF.gg, GameRiv, TwitLonger, TwitLonger, TwitLonger e Twitter