HEN1, jogador da FURIA no CS:GO, é banido da Twitch TV

O jogador profissional de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) Henrique “HEN1” Teles foi banido da Twitch TV na última sexta-feira (12). O pro player, que veste a camisa da FURIA Esports, anunciou o ban em seu perfil no Twitter. A causa da suspensão temporária não foi esclarecida, mas suspeita-se que tenha sido motivada pela exposição do perfil de terceiros no chat da transmissão e o uso do termo “mongoloide”. Até o fechamento da matéria, o canal do pro player na Twitch TV estava inacessível e impossibilitado de ser achado na ferramenta de busca.

Zenon no Fortnite: relembre banimentos que causaram revolta na comunidade

Henrique Teles é integrante da line up de CS:GO da FURIA desde setembro de 2019. Nesta semana, após garantir o título da DreamHack Masters Spring 2020 North America contra a Team Liquid no domingo (14), a FURIA atingiu o 4º lugar no ranking divulgado pela HLTV. A conquista é considerada a melhor colocação de uma equipe brasileira desde fevereiro de 2019, quando a MIBR estava no Top 5.

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto?

Os motivos que levaram à suspensão de HEN1 não foram esclarecidos, pois a Twitch TV afirma que não comenta sobre casos de banimentos individuais alegando respeito à privacidade de seus usuários. Entretanto, os espectadores que assistiam à transmissão suspeitam que o ban esteja relacionado à diversas irregularidades. Durante a stream, Henrique teria enviado o link da Steam de um inimigo no chat para promover report em massa. O adversário em questão estaria usando hack e sinalizando, por meio da call, a posição dos jogadores no mapa.

No Twitter, os seguidores também apontaram que o jogador de CS:GO proferiu o termo “mongoloide”, além de "deixar vazar" uma música protegida com direitos autorais que, durante a live, estava sendo reproduzida pelo vizinho do jogador.

Os canais parceiros da Twitch TV devem seguir rigorosas diretrizes de comunidade, que proíbem uso de termo pejorativo, nudez, violência, conduta de ódio e spam. Entretanto, diversos streamers têm manifestado repúdio à forma como a plataforma tem aplicado as regras nos últimos meses. Em maio de 2020, após ser banido pela segunda vez, o streamer Felipe “YoDa” Noronha afirmou que estava “se sentindo um saco de bosta”. O canal de YoDa é um dos mais populares em língua portuguesa na Twitch TV, de acordo com Twitch Metrics.

Via Twitter (1,2,), TwitchMetrics, Twitch