Alfândega nos EUA confunde fone da OnePlus com 'AirPods falsos'; veja

Um lote com 2 mil fones de ouvido da OnePlus foram apreendidos nos Estados Unidos ao serem confundidos com cópias piratas dos AirPods, da Apple. O Customs and Border Patrol (CBP), órgão que atua na alfândega americana assim como a Polícia Federal nos aeroportos brasileiros, anunciou a apreensão na noite de domingo (13).

Os modelos foram retidos no aeroporto JFK, em Nova York, e são unidades do OnePlus Buds, fone que traz design muito similar ao modelo da maçã, mas com diferenças marcantes como o formato da case e o encaixe nos ouvidos, entre outros. Vale ressaltar que o produto é legítimo e vendido de forma oficial no mercado norte-americano, além de não ser uma réplica do fone da Apple.

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto?

A apreensão ocorreu no dia 31 de agosto. O carregamento de fones de ouvido saiu de Hong Kong com destino ao estado de Nevada nos EUA. Ao chegar no aeroporto de Nova York, no entanto, os mais de 2 mil produtos foram retidos pela autoridade alfandegária. Em nota, a CBP chegou a afirmar que a apreensão era “reflexo direto da vigilância e do compromisso” do órgão.

Em uma postagem no Twitter oficial, a CBP afirma que os modelos seriam "Apple AirPods falsificados" e que custariam US$ 398 mil (R$ 2,1 milhões na cotação atual) caso fossem vendidos como originais. Na própria rede social, a fabricante OnePlus, chinesa, encarou a situação com humor, respondendo: "Ei, devolva eles!"

Como diferenciar AirPods originais de réplicas

A apreensão equivocada dos OnePlus Buds nos EUA poderia ter sido evitada de forma simples e rápida: bastava observar melhor a caixa do produto. Pelas imagens divulgadas pela própria CBP, é possível ver a inscrição “OnePlus” na embalagem. No caso de fones que procuram imitar diretamente os AirPods não é assim, e a caixa teria elementos para induzir o usuário de que se trata de um produto da Apple.

No entanto, não é difícil distinguir um AirPods original de um modelo pirata. Além do material de pior qualidade e o desempenho mais fraco na reprodução de som, réplicas não trazem o pareamento rápido com o iPhone: o celular deve emitir uma notificação na tela assim que a case do fone abrir. Para evitar ser alvo de golpes desse tipo, é importante comprar em lojas confiáveis e suspeitar de preços baixos demais, já que o produto na loja oficial não sai por menos de R$ 1.349.

Via Customs and Board Patrol (1,2), The Verge, Macrumors

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Qual é o melhor fone de ouvido por até R$ 100?