Gearbest é confiável? Veja como comprar no site que importa da China

é uma loja chinesa que comercializa produtos eletrônicos, eletrodomésticos e até itens de vestuário e decoração. A plataforma, que conta com armazém no Brasil para agilizar a entrega das encomendas, oferece pagamento por boleto bancário e cartão de crédito com opção de parcelamento. Além disso, é possível transferir os valores por serviços como o PayPal ou o WireTransfer. A seguir, entenda como a Gearbest funciona, veja se a loja é segura, quais as proteções que oferece, média de preços e possibilidade de taxação sobre as suas compras.

LEIA: Veja 10 truques de lojas online para te fazer gastar mais

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto?

O que é e como funciona a Gearbest?

Gearbest é uma loja virtual chinesa especializada em produtos de tecnologia. O site envia para o mundo inteiro e oferece dispositivos e acessórios exclusivos do mercado chinês, além de produtos mais comuns. Em geral, os preços tendem a ser competitivos, na comparação com outros e-commerces do gênero ou com os valores dos itens no mercado brasileiro.

Para comprar na Gearbest, o usuário precisa ter uma conta na loja, informar um endereço brasileiro, escolher o produto e pagar nas formas de pagamento suportadas: cartão de crédito, inclusive com possibilidade de parcelamento; boleto bancário ou transferências via PayPal e WireTransfer.

O envio é feito por meio de transportadoras internacionais, que trazem o produto até o Brasil, inclusive, com direito a rastreamento. Depois da fiscalização aduaneira, os Correios são encarregados de levar a compra até o endereço de entrega. Além da importação direto da China, a loja conta com um armazém localizado no Brasil, algo que pode acelerar a entrega de produtos e diminuir custos finais ao comprador, que não precisa se preocupar com possíveis taxas de importação impostas pela Receita Federal.

Veja também: Nubank, Inter, Neon e mais: saiba tudo sobre bancos digitais

Nubank, Inter, Neon e mais: saiba tudo sobre bancos digitais

Quais itens são vendidos?

A Gearbest é mais focada em produtos de tecnologia, o que envolve celulares e acessórios, notebooks, componentes para computadores, dispositivos de áudio e vídeo, alguns tipos de eletrodomésticos, entre outros. Além desses itens, é possível encontrar na loja utensílios de uso na cozinha, no jardim e produtos de vestuário.

No momento, a Gearbest impõe algumas limitações a respeito dos produtos que podem ser comprados e enviados para o Brasil: notebooks e celulares, por exemplo, não são mais vendidos pela loja para compradores com endereço no território nacional.

No geral, o ponto forte do e-commerce está em encontrar produtos que não aparecem no Brasil – ou chegam aqui muito mais caros, em virtude dos custos de importação – como fones de ouvido de alta qualidade de marcas como a 1more, roteadores da Xiaomi e dispositivos conectados, como lâmpadas inteligentes.

Qual é a média de preço?

Os preços da Gearbest são atrelados ao dólar, o que significa que os valores oscilam conforme o câmbio e nem sempre s˜ao mais baratos do que uma compra no Brasil, dado patamar elevado do preço da moeda americana no momento.

Ainda assim, é possível encontrar produtos com preço competitivo. Entre eletrônicos que são bastante procurados no Brasil, e enviados pela Gearbest, estão os smartwatches e pulseiras fitness. A Mi Band 4 da Xiaomi aparece por R$ 113 no site, preço que é inferior ao valor de R$ 175 cobrado pela mesma pulseira no Brasil.

Gearbest é segura?

A Gearbest tem uma reputação de ser uma loja confiável, que oferece bons serviços e que se mostra responsiva na solução de problemas. Segundo o Reclame Aqui, o e-commerce foi alvo de 528 reclamações nos últimos seis meses, das quais 523 (99,1%) haviam sido respondidas, até a realização desta matéria.

Os principais problemas são de atraso na entrega e reclamações referentes a celulares. Embora se mostre ágil em responder às reclamações, o resultado agregado da plataforma no Reclame Aqui não é bom: a maioria dos usuários não recomenda a Gearbest.

A loja oferece ao consumidor algumas garantias próprias, como devolução do dinheiro em caso de problemas com o produto, retorno ao remetente gratuito para devolução de itens com defeito, e até mesmo garantia de um ano contra defeitos de fabricação. Além disso, há a oferta de reparos e assistência – vantagens que ajudam a tornar a ideia de comprar um eletrônico da China mais atrativa, dada a falta de assistência técnica dos fabricantes no Brasil.

Como comprar na Gearbest

O processo de compra de um produto não tem mistério: o consumidor precisa escolher o item que deseja adquirir e adicionar ao carrinho (ou clicar em “comprar agora”) para ser direcionado às seções de pagamento e confirmação de dados e endereço de entrega.

A Gearbest mostra preços em reais na versão brasileira do site, mas é preciso sempre ter em mente de que quando você compra um produto ou serviço do exterior, a transação é realizada, na prática, em dólar. Esse ponto é importante sobretudo para quem usa cartão de crédito.

Na compra com cartão, a conversão do valor para dólar é realizada apenas no dia em que sua operadora fecha a sua fatura. Se você, por exemplo, compra algo no dia primeiro do mês com um câmbio de R$ 5,50, mas sua fatura fecha no dia 20, quando o câmbio estava em R$ 5,75, o preço real do produto será maior na sua fatura e você terá que cobrir esse prejuízo. O contrário também vale: se o câmbio do dia 20 for menor do que no dia da compra, o valor do produto sairá mais barato. Outro detalhe é que compras via cartão de crédito estão sujeiras ao IOF (Imposto sobre Operações Financeiras). Já os pedidos via boleto contornam essas limitações.

Frete e impostos

A Gearbest pode oferecer frete grátis em alguns produtos, mas no geral o transporte acaba ficando por conta do consumidor. No nosso exemplo de compra da Mi Band 4, o frete fica por R$ 18, adicionados ao valor total da compra. A empresa garante ressarcimento em caso de extravio da encomenda e há a possibilidade de rastreio.

Em termos de impostos, a regra da Receita Federal do Brasil, órgão encarregado da fiscalização aduaneira de produtos que entram no país, é que mercadorias importadas que tenham valor superior a US$ 50 devem ser taxadas em 60% sobre o valor do item. Em uma compra de US$ 100 (cerca de R$ 552 no câmbio atual), 60% equivalem a mais US$ 60 (aproximadamente R$ 331), levando o total final da sua importação para R$ 883. Além disso, os Correios podem ainda cobrar uma taxa de R$ 15 para entregar o produto.

Isso significa que é sempre uma boa ideia mudar a visualização do Gearbest para mostrar preços em dólar: assim você pode se antecipar e calcular quando de imposto a sua compra pode gerar. Todos os trâmites e operações necessárias para a entrega do seu produto, depois da fiscalização, podem ser acompanhadas por meio da ferramenta Minhas Importações dos Correios.

Como funciona o envio direto do Brasil

Desde 2019, a Gearbest oferece um armazém localizado no Brasil, que agiliza o processo de entrega dos produtos, e também diminui custos, já que o consumidor não precisa mais ficar preocupado com a possibilidade de que sua encomenda seja taxada pela Receita Federal.

A limitação é que nem tudo que a Gearbest chinesa oferece está disponível no armazém brasileiro. Entretanto, antes de comprar qualquer coisa, pode ser uma boa ideia checar a seção “Envio do Brasil” para ver se aquilo que você procura não está disponível em território nacional.

É confiável comprar no Wish?